Primeira audiência de videoconferência é realizada no Presídio Estadual de Anápolis

A sessão ocorreu em conjunto com a 2ª Vara Criminal de Rio Verde; audiências da mesma modalidade devem ser difundidas, em breve, em demais unidades prisionais do Estado
Fonte: A A A

 

O Presídio Estadual de Anápolis, pertencente à 9ª Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), realizou a primeira audiência na modalidade de videoconferência, nesta terça-feira, 12/03. A sessão, presidida pela 2ª Vara Criminal de Rio Verde, contou com o apoio do Judiciário e o Ministerio Público. A direção da unidade e técnicos da Gerência de Tecnologia, informação e Comunicação da DGAP, acompanharam a realização.

A ação tem como objetivo prevenir os riscos de resgates ou movimentos análogos no transito dos detentos, perigo proporcionados devido o ao alto grau de periculosidade dos custodiados que cumprem pena em presídios estaduais. Além disso, o Estado economiza com dispensa de gastos com o transporte e combustível das viaturas que seriam utilizadas para escoltas ao Fórum e reduz o risco à sociedade com a não exposição de presos nas ruas.

De acordo com o diretor do Presídio Estadual de Formosa, David Ferreira, a conexão e a implantação da nova tecnologia surpreenderam de forma positiva e ocorreram de maneira satisfatória. “A videoconferência visa maximizar os recursos do Estado e ao mesmo tempo trabalha na redução dos riscos com o recambiamento de presos de alta periculosidade”, afirma Ferreira.

Segundo o diretor regional, Eduardo Carneiro, a implantação dessa tecnologia produz benefícios de forma direta na economia estadual, fornecendo ganhos para o Estado e para a Segurança Pública.

De acordo com Eduardo Carneiro, o efeito positivo resultante da audiência nesta modalidade implicará em um pedido feito junto a Diretoria-Geral e aos tribunais para que as demais audiências sejam feitas da mesma maneira.

O Diretor Geral de Administração Penitenciária, Coronel Wellington Urzêda, informou que a modalidade deverá ser expandida por todas as regionais do Estado. “Por determinação do senhor Governador Ronaldo Caiado, a administração penitenciária iniciou tratativas necessárias com o poder Judiciário e Ministério Público do Estado para que, em parceria, possamos fazer as audiências dentro dos presidios em todas as regionais da DGAP”, afirmou ele.

Formosa

O Presídio Estadual de Formosa receberá a implantação da tecnologia inovadora nas próximas semanas, dando continuidade ao projeto da utilização de videoconferência em audiências.

“Em conformidade com a modernização de procedimentos, a utilização da tecnologia irá auxiliar de maneira eficiente no trabalho realizado dentro do ambiente carcerário”, afirma o diretor do Presídio Estadual de Formosa, Herik Lima.

A realização das audiências monitoradas por vídeo está sendo feita gradualmente, integrando procedimentos a serem seguidos pelas demais unidades prisionais do Estado.