DGAP e MPGO assinam termo para melhorias do sistema penitenciário

Estudo prevê reforma e construção de presídios com base em uma distribuição regional. Diretor-geral destaca que ações já estão em andamento
Fonte: A A A

Com objetivo realizar um levantamento, diagnóstico e reestruturar o sistema penitencário goiano, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) e o Ministério Público de Goiás assinaram nesta quinta-feira (30/08) um termo de ajuste de conduta (TAC).

O documento prevê que o Estado envie à 25ª Promotoria de Justiça um relatório informando as unidades prisionais existentes em Goiás.  Com base em uma distribuição regional, será apresentado um estudo e diagnóstico que prevê a construção e reforma de todos os presídios. O termo foi assinado durante solenidade de lançamento do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos em Goiás (Plid), no auditório do MP-GO.

O diretor-geral coronel Edson Costa afirmou, na oportunidade, que o TAC é um reforço para as ações que já estão em andamento. De acordo com ele, um outro tema importante é a respeito do regresso de presos aos Estados onde tem os seus processos julgados. “Temos debatido em nível nacional e pedimos ao Depen uma operação que viabilize condições de retorno dos presos para suas origens”, explicou.

Fotos: André Costa

Comunicação Setorial

Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)

Telefone: (62) 3201-7588