Em Luziânia, cadeirante é presa ao tentar entrar com celulares em Casa de Prisão Provisória

Fátima Félix da Silva, de 40 anos, iria visitar detento Guilherme Monteiro da Silva. Ela foi presa em flagrante e responderá por crime contra Administração Pública
Fonte: A A A

Fátima Félix da Silva, de 40 anos, iria visitar detento Guilherme Monteiro da Silva. Ela foi presa em flagrante e responderá por crime contra Administração Pública

 

Uma cadeirante foi presa em flagrante, nesta quinta-feira (26/07), ao tentar entrar com dois celulares, dois carregadores e sete chips, na Casa de Prisão Provisória, de Luziânia.

Fátima Félix da Silva, de 40 anos, iria visitar o detento Guilherme Monteiro da Silva. Durante procedimento de rotina, a cadeirante se recusou a ser revistada e foi encaminhada para autoridade policial. Na delegacia, foi constatado que Fátima estava com aparelhos eletrônicos escondidos. Ela foi presa em flagrante e responderá por crimes contra Administração Pública.

Também nesta quinta-feira, na Casa de Prisão Provisória de Formosa, agentes de segurança prisional interceptaram a entrada de drogas, quatro celulares, três carregadores e dois fones ouvidos. Eles encontraram os produtos em uma sacola que havia sido jogada por cima dos muros da unidade. Os produtos foram apreendidos e enviados para a Polícia Civil.

 

Fotos: Divulgação

Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
Telefone: (62) 3201-7588