Em Senador Canedo, mulheres são presas com drogas escondidas nas partes íntimas

Elas foram surpreendidas por agentes de segurança prisional na hora da revista para visita
Fonte: A A A

Elas foram surpreendidas por agentes de segurança prisional na hora da revista para visita

 

Três mulheres foram detidas, na tarde desta sexta-feira (21/09) na Unidade Prisional de Senador Canedo, com porções de drogas nas partes íntimas. Elas foram surpreendidas por agentes de segurança prisional na hora da revista para visita.

Gleisianne Kelly Duarte Muniz, de 23 anos, iria visitar o detento e esposo Erick Douglas Rodrigues Diniz, 21, preso por tráfico. Na abordagem, a mulher confessou que foi levar as drogas por conta de uma ligação do marido. Os agentes, imediatamente, realizaram uma varredura na cela de Erick e encontraram dois aparelhos celulares no local.

Em outro caso, Taylizia Coelho Leão, de 20 anos, iria entregar as drogas para o seu irmão, Talyson Emanuel Coelho Leão. Segundo os agentes de segurança prisional, ela demonstrou nervosismo e após a abordagem confessou que carregava os produtos nas partes íntimas.

Por fim, Talia Alves de Santana também foi surpreendida com drogas escondidas dos agentes. Ela iria visitar o marido Pedro Henrique da Silva. De acordo com seu relato, ela afirmou que estava sendo ameaçada por ele para levar os produtos para dentro do presídio.

Por conta das ações, as mulheres responderão por tráfico e estão proibidas de realizar novas visitas na unidade prisional.

Foto: Divulgação

Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-7222