Por leitura, presos ganham remição de pena em Rio Verde

Na biblioteca da unidade penitenciária, detentos podem ler obras de Paulo Coelho, Augusto Cury e clássicos da literatura, por exemplo
Fonte: A A A

Na biblioteca da unidade penitenciária, detentos podem ler obras de Paulo Coelho, Augusto Cury e clássicos da literatura, por exemplo

Em uma ação inédita, foi realizada manhã desta quinta-feira (06/09) uma banca para avaliação de remissão de pena por meio de leitura, na Unidade Prisional de Rio Verde.

Composto pelo presidente da Fundação Municipal de Cultura de Rio Verde, Isaac Pires Cabral, e o fundador da Academia de Letras do município, Filadelfo Borges de Lima, escolhidos pelo juiz da comarca, foram lidas e avaliadas a resenha de 10 presos escolhidos para esta iniciativa.

Atualmente, a cada 96 páginas lidas, o preso ganha a remissão de 1 dia de sua pena. Na biblioteca da unidade penitenciária, eles podem ler obras de Paulo Coelho, Augusto Cury e clássicos da literatura, por exemplo.

De acordo com a diretora da unidade, Andreia Ferreira Costa, o desempenho e a adesão dos detentos é positiva. “Já temos 26% do presos participando da iniciativa”, resume.

Fotos: divulgação

Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
Telefone: (62) 3201-7588